Não teremos novos estádios para antiga geração, e aí?

Apesar de não ter sido comunicado oficialmente, com nota em site e com todos os detalhes, como deveria ser. Os dois novos estádios, que virão na próxima DLC, serão exclusivos para PS4 e XBox One.

Particularmente, nunca passou pela minha cabeça, depois da experiência que tivemos no PES 2016, onde novos estádios produzidos, apareceram apenas para geração atual. Que teríamos em PES 2017 os estádios do Liverpool e Dortmund, para PS3 e 360.

Novos estádios

PES FORUM Anfield_stadium

PES FORUM Signal-Iduna-Park-

Minha dúvida era realmente, se a galera do PC também teria tal conteúdo. Mas depois que surgiu o boato que desbloquearam o game, para PC, imaginei logo, que se havia alguma esperança, essa já não mais existia.

Mesmo sabendo que muitos não concordarão, não vejo problema da Konami priorizar a atual geração. E como falei, nesse momento, já sei que tem “neguinho” dizendo que ganho algum da Konami…rsrs. Mas calma que tentarei explicar meu ponto de vista.

E antes de sair me xingando, me respondam a seguinte pergunta: o que justifica a compra de PES 2017 no PS4 ou XBox One, a não ser a resolução, alguns estádios, além de uma entrada dos jogadores aqui, ou outra animaçãozinha ali?

Pois é, PES 2017 para antiga e nova geração, se diferenciam apenas nesses aspectos. Pois no mais, são idênticos, principalmente em modos de jogo.

Infelizmente ou felizmente, o futuro do game está na atual geração. E inevitavelmente, uma hora todos deverão migrar de plataforma, caso queira a melhor experiência de jogo.

Óbvio que gostaria de continuar com meu PS2, jogando PES 2017 em 4K. Mas não funciona assim, e temos que olhar para frente, se quisermos continuar jogando PES, pelo menos em uma geração de consoles.

Leia também  Liberada a DLC 1.02, o que mudou?

Imagino como é para um programador de game, fazer um jogo, considerando gerações distintas, tendo que nivelar por baixo, em função do menor poder de processamento da geração mais antiga. Vários jogos já nem saem mais para antiga geração, e a tendência é que esse número só aumente, Battlefield 1 (EA) é um exemplo disso.

Super Nintendo (1991 – 2003) = vida útil de 22 anos

Playstation 1 (1995 – 2006) = vida útil de 11 anos

Playstation 2 (2000 – 2012) = vida útil de 12 anos

Playstation 3 (2005 – ?) = Com cerca de 11 anos de vida, a Sony já deixou de enviar o aparelho para alguns praças, e a verdade é que tanto PS3, como o 360, têm seus dias contado.

Só por curiosidade, alguém já viu FIFA 17 para os consoles atuais e para antiga geração? Como gosto de falar, é mesmo que comparar Jesus com Genésio…kkkkk. Na verdade não sei como alguém consegue jogar FIFA 17 na antiga geração.

E não estou falando apenas de gráfico, até porque no FIFA, velha e atual geração, têm engine diferentes, que impossibilitam a implantação de novas features (características) ao game. Mas também de modos de jogo, inclusive o mais novo The Journey (A jornada). Mesmo sendo um FIFA 16 com atualização dos elencos, FIFA 17 para antiga geração, foi lançado com o preço de R$ 200,00.

O que estou querendo dizer, é que esse pensamento de não olhar pra frente, foi o que quase destruiu a franquia. E na minha humilde opinião, a Konami tem que fazer o game, com o máximo de recurso que as plataformas atuais, podem oferecer, e tentar otimizar isso, para a geração anterior.

Minha única crítica em relação a esse assunto, é o que falei no começo. É inadmissível que tudo isso não seja esclarecido desde o começo, e muito menos mal dito, como foi feito. Posso usar a mesma comparação (Jesus com Genésio), quando nos referimos à forma como a EA divulga essas informações, em relação a maneira como a Konami trata o mesmo assunto.

Leia também  DLC 3.0 foi a última no PES 2017

Mas e aí, qual a opinião de vocês sobre esse assunto. Como deixei bem claro no texto, essa é a minha opinião, e obviamente, ninguém precisa, necessariamente, concordar.

Gostou? Deixe seu Like e compartilhe nas redes sociais!