Tudo indica que continuaremos com a narração “padrão Konami” no PES 2019

Na passagem da Konami pela Argentina, os comentaristas argentinos, Rodolfo de Paoli e Diego Latorre, falaram um pouco da narração no PES 2019.

Rodolfo de Paoli, conhecido na Argentina pro suas narrações “estilo Jon Kabira” e o comentarista, ex-jogador, Diego Latorre, estreantes no PES 2018. Compartilharam com todos, um pouco mais de suas experiências em continuar narrando e comentando, a próxima versão da franquia.

Só a nível de curiosidade, como falei, o comentarista Diego Lotorre, foi um ex-jogador do Boca Juniors, com passagem pela Itália, Espanha e até pela seleção argentina. Abaixo temos uma foto do Latorre com o “Mito” Batistuta.

PES FORUM Batistuta-Latorre_en_Boca_Jrs._1991  Ambos começam a apresentação destacando que frequentemente eles são perguntados como são feitas as gravações do PES.

Na sequência eles explicamo o que quase todo mundo joga PES, já sabe. As colocações das falas seguem um script pré-definido, com inúmeras frases,  e expressões. Tudo isso sem o menor contato visual com o jogo.

Inclusive, segundo o Rodolfo de Paoli, essa é a primeira vez que eles se encontram pessoalmente. Ou seja, não existe nenhum contato com o jogo, como também, com o companheiro de fala.

Entusiasmado com a apresentação, Rodolfo ainda afirma que, mesmo assim, depois da edição (no Japão) tudo fica como se fosse ao vivo.

Fica claro em ambas as falas, o certo desconforto em tentar reproduzir uma fala, sem que haja a menor noção do que de fato está acontecendo no lance.

Latorre até comenta em algum momento da apresentação, que até tenta sugerir uma ou outra fala que complemente as expressões pré-definidas. No entanto, a orientação é para que siga-se o script.

Por fim, Rodolfo segue exaltando o trabalho da edição japonesa, em função da necessidade que ela tem de juntar todas as falas, ditas em muitas vezes, com diferentes intonações. PES FORUM pes-2019-argentina  Enfim, galera. Gostaria de colocar minha opinião sobre o tema!

É óbvio que os caras vão falar que a narração será melhorada, e jamais iriam contestar algo. Foi assim com o Silvio Luiz, até ele sair. E continua sendo com o Milton Leite.

Mas na minha opinião, baseado em tudo o que foi dito por eles. Como também, naquilo que acompanhamos durantes todos os últimos anos, quando o assunto é narração, tudo deve continuar da mesma forma.

Desde o Silvio Luiz que falo isso, a culpa não é do narrador, e sim, do sistema de edição adotado pela Konami.

O cara pode colocar a emoção que for, mas essa será limitada, em função dos moldes adotados pela empresa japonesa.

Já tem alguns anos que não crio muita esperança com as narrações do PES.

Queria muito está errado, mas nada me faz crê, que dessa vez será diferente. Já estou preparado para mais um ano de Jon Kabira, onde não entendendo nada, não tenho o que questionar.

Mas que é triste, isso é! Não é possível, depois de tanto tempo, a Konami não encontrar uma alternativa de edição, melhor do que a que temos hoje?

Enfim, quem ainda não viu o evento de ontem na Argentina, confere o vídeo abaixo.

Você pode gostar...